Categoria Sem categoria

porESB HELIPONTO

Construção de Heliponto

Construção de Heliponto

O processo de construção de heliponto contém várias etapas, que devem ser cumpridas para obtenção da autorização de construção, abertura ao tráfego aéreo e homologação do heliponto.

Primeira etapa é a análise do local onde se realizará a construção do heliponto, essa é composta por estudo de viabilidade e se necessário levantamento planialtimétrico para levantamento de obstáculos ao redor do heliponto.

Segunda etapa será o recebimento da documentação por parte do proprietário do terreno, análise da documentação, montagem do processo e protocolo na ANAC para pedido de autorização de construção do heliponto.

Terceira etapa, após autorizado a construção começa-se a construção do heliponto.

Quarta etapa, análise da documentação, montagem do processo e protocolo de abertura ao tráfego aéreo, no COMANDO DA AERONÁUTICA.

Quinta etapa, finalização da obra.

Sexta etapa, após recebimento dos ofícios por parte da ANAC e COMANDO DA AERONÁUTICA, inicia-se o processo para cadastramento do heliponto.

Sétima etapa, publicação da portaria e inclusão do heliponto no ROTAER.

O Comando da Aeronáutica define algumas construções de heliponto da seguinte forma:

Área de Estacionamento de construção de heliponto.
Área destinada ao estacionamento de helicópteros, localizada dentro dos limites do heliporto ou heliponto.

Área de Pouso e Decolagem de construção de heliponto
Área do heliponto ou heliporto, com dimensões definidas, onde o helicóptero pousa e decola.

Área de Toque –  Construção de heliponto.
Parte da área de pouso e decolagem, com dimensões definidas, na qual é recomendado o toque do helicóptero ao pousar.

Efeito de Solo –  Construção de heliponto.
Aumento de sustentação do helicóptero produzido pela reação do deslocamento de ar do rotor quando o aparelho paira ou se desloca com baixa velocidade próximo ao solo ou outras superfícies. O efeito de solo é efetivo até uma altura correspondente a aproximadamente 1/2 (meio) diâmetro do rotor.


Heliponto –  Construção de heliponto.
Área homologada ou registrada, ao nível do solo ou elevada. utilizada para pousos e decolagens de helicópteros.

Heliponto Civil –  Construção de heliponto.
Heliponto destinado, em princípio, ao uso de helicópteros civis.

Heliponto Elevado –  Construção de heliponto.
Heliponto localizado sobre edificações.

Heliponto Militar –  Construção de heliponto.
Heliponto destinado ao uso de helicópteros militares.

Heliponto Privado –  Construção de heliponto.
Heliponto Civil destinado ao uso de helicópteros de seu proprietário ou de pessoas por ele autorizada, sendo vedada sua utilização em caráter comercial.

Heliponto Público.
Heliponto Civil destinado ao uso de
helicópteros em geral.

Heliportos.
Helipontos Públicos dotados de instalações e facilidades para apoio de helicópteros e de embarque e desembarque de pessoas, tais como:
Pátio de estacionamento, estação de passageiros, locais de abastecimento, equipamentos de manutenção, etc.

Heliportos Elevados
Heliportos localizados sobre edificações.

http://www.esbheliponto.com.br/

porESB HELIPONTO

Projeto e Construção de Heliponto

Heliponto

Primeiramente o que é um heliponto?

Área homologada ou registrada, ao nível do solo ou elevada. utilizada para pousos e decolagens de helicópteros.

Constituído de diversas fases até a sua efetiva homologação, o projeto e construção de heliponto começa através de um estudo de viabilidade do local constituído para a construção. A princípio se analisa a  Superfície de Aproximação e de Saída que é uma Superfície inclinada, livre de obstáculos, escolhida para as operações de aproximação e de saída de helicópteros, que se inicia no bordo da área de segurança, entendendo-se para cima e para fora dessa área.

Após análise da viabilidade de construção, será solicitado toda documentação do proprietário para correta apresentação do processo na ANAC e COMAER, com a finalidade de se obter a autorização de construção e abertura ao tráfego aéreo.

Recebido os oficios de autorização de construção e abertura ao tráfego aéreo, inicia-se o processo de registro do heliponto, visando cadastra-lo no cadastro da ANAC para posterior publicação da portaria e inclusão do mesmo no ROTAER.

http://www.esbheliponto.com.br/

porESB HELIPONTO

Luminária para Heliponto e Pista

Luminárias para heliponto e pista são fabricadas conforme os padrões aeronáuticos fornecidos pela Federal Aviation Administration (FAA).

O circular normativo que regula os padrões das luminárias para pista e heliponto é o FAA AC 150 / 5345-46D para a luminária L-861, L-861E, L-861T ICAO Anexo 14, Vol. 1.

As luzes elevadas são usadas em pistas e heliponto. A luminária é construída a partir de um corpo de alumínio fundido, revestido com pintura amarela de aviação. Uma lente tipo Fresnel de vidro é fixada com um anel de vedação substituível e uma faixa de braçadeira de aço inoxidável. A faixa de aperto proporciona um acesso fácil para uma manutenção sem esforço na lâmpada. Um cabo robusto está incluído com um conector em forma de L-823 de borracha para conectar ao secundário de um transformador de isolamento 6.6A. O L-861 inclui um acoplamento frangível de 1,5 “(padrão) ou 2,0” para prender o acessório a uma placa de base estilo L-867 ou a uma estaca de montagem.

Características : globo claro / dividido desobstruído / amarelo, pode ser usado para marcar a borda da pista, incluindo pista IFR sem precisão, dividido o globo verde / vermelho (espaços em branco disponíveis), pode ser usado para marcar o limite ou final da pista, incluindo pistas de pista IFR de não precisão,  globo azul, pode ser usado para marcar a borda da pista de rodagem, globo ambar pode ser usado para demarcar as laterais da área de pouso. Outras cores de globo disponíveis para diversas aplicações.

http://www.esbheliponto.com.br/